[Fuvest 2019] A tabela lista características bióticas e abióticas associadas a alguns biomas brasileiros.

Escolha a alternativa que lista os biomas corretos, na ordem em que aparecem nas linhas da tabela (I a IV).

  1. I‐Floresta Amazônica; II‐Cerrado; III‐Mata Atlântica; IV‐Caatinga.
  2. I‐ Floresta Amazônica; II‐Pampas; III‐Mata Atlântica; IV‐Cerrado.
  3. I‐Mata Atlântica; II‐Cerrado; III‐Floresta Amazônica; IV‐Caatinga.
  4. I‐Mata Atlântica; II‐Pampas; III‐Floresta Amazônica; IV‐Cerrado.
  5. I‐Pampas; II‐Mata Atlântica; III‐Cerrado; IV‐ Floresta Amazônica.


Resposta
I‐Mata Atlântica; II‐Pampas; III‐Floresta Amazônica; IV‐Cerrado.

[Mackenzie 2014] A Floresta Amazônica é uma floresta do tipo pluvial tropical. As precipitações são bem distribuídas durante todo o ano e as temperaturas são mais ou menos constantes. A respeito dela, são feitas as seguintes afirmações:

I. Ela apresenta inúmeros nichos ecológicos.
II. Ela é a responsável pela maior parte do gás oxigênio da atmosfera devido à atividade da fotossíntese da vegetação.
III. Seu solo é muito rico em nutrientes permitindo a reconstituição rápida da comunidade clímax em caso de desmatamento.
IV. Ela representa um ecossistema de grande complexidade no estágio clímax.

Estão corretas

  1. I e II, apenas.
  2. I e III, apenas.
  3. I e IV, apenas.
  4. II e III, apenas.
  5. II e IV, apenas.


Resposta
I e IV, apenas.

[UNESP 2012]

Basta lembrar que todas as grandes nascentes do Brasil, como as dos rios São Francisco e Amazonas e da Bacia do Paraná, estão em áreas de Cerrado. Elas existem porque o Cerrado, pelas características da própria vegetação (…) e solo (…), retém grande quantidade de água. Por isso, por exemplo, a substituição artificial do Cerrado do Brasil Central por algum tipo de agricultura, principalmente uma monocultura, pode comprometer – e muito – a reposição da água subterrânea que mantém essas nascentes.
(Osmar Cavassan. Jornal UNESP, novembro de 2010. Adaptado.)

Cite uma característica das árvores e arbustos do cerrado que permita a essa vegetação acesso à água, e explique por que algumas monoculturas poderiam comprometer a reposição da água subterrânea nesse bioma.



[UFMG 2011] O caramujo africano (Achatina fulica), mostrado na figura abaixo, foi introduzido no Brasil, ilegalmente, na década de 1980, com o intuito de se explorar comercialmente essa espécie como iguaria gastronômica. De lá para cá, o Achatina fulica espalhou-se por vários estados brasileiros, mas não como uma alternativa econômica, pois seu gosto não foi tão apreciado como o escargot verdadeiro (Helix aspersa).

caramujo africano Achatina fulica
Achatina fulica

1. EXPLIQUE por que uma espécie exótica como essa pôde se tornar rapidamente uma praga em diversos ecossistemas brasileiros.

2. CITE duas consequências da introdução de espécies exóticas num ecossistema.
Consequência 1:
Consequência 2:

3. Um hábito popular para matar lesmas e caramujos consiste em jogar sal de cozinha sobre seus corpos.

A ) EXPLIQUE o processo pelo qual, nesse caso, o sal leva à morte.

B) Apesar de popular, o extermínio de lesmas e caramujos por adição de sal não é uma prática recomendada para uso em hortas e jardins. JUSTIFIQUE essa afirmativa.



[UFMG 2009] Observe esta espécie de caranguejo, que se alimenta de moluscos:

caranguejo

Pesquisas desenvolvidas sobre os hábitos alimentares dessa espécie possibilitaram a obtenção dos resultados descritos nos gráficos que se seguem. Analise-os.

gráfico tamanho relativo de moluscos consumidos por caranguejos

A partir da análise desses dois gráficos e considerando outros conhecimentos sobre o assunto, faça o que se pede.

1. JUSTIFIQUE a preferência alimentar dessa espécie de caranguejo.

2. FORMULE uma hipótese para explicar por que essa espécie de caranguejo não se alimenta, preferencialmente, de moluscos que medem mais de 3,0 cm.

3. DÊ um título ao gráfico II:

4. CITE uma característica adaptativa que permite aos moluscos evitar uma predação intensa.



« Primeiro ‹ Anterior 1 4 12 13 14 15 16 24 71 Próximo › Último »