[UEL 2015] Leia o texto a seguir.

“Não tem jeito de alimentar as pessoas sem fixar quantidades enormes de nitrogênio da atmosfera, e esse nitrogênio está, no momento, aplicado a plantas de cultivo de forma muito ineficiente”, explicou Paul Falcowski, membro de uma equipe de estudos da Universidade de Rutgers, em New Jersey. “Muitos dos fertilizantes a base de nitrogênio que são usados mundialmente são mal aplicados. Como resultado, cerca de 60% do nitrogênio presente nos fertilizantes não chega a ser incorporado pelas plantas, ficando livre para escorrer além das zonas de raízes e então poluir rios, lagos, aquíferos e áreas costeiras, levando à eutrofização”, afirmam outros pesquisadores.

(Adaptado de: . Acesso em: 7 jun. 2014.)

a) Quais são as etapas e a consequência do processo de eutrofização dos ambientes aquáticos mencionados no texto?

b) Embora existam consequências negativas graves para o meio ambiente, decorrentes das atividades humanas relacionadas à fixação e à utilização do nitrogênio, este elemento é essencial à vida. Determine as classes de moléculas orgânicas que são sintetizadas pelas plantas a partir dos produtos da fixação do nitrogênio.



[Unesp 2016]

Água doce: o ouro do século 21

O consumo mundial de água subiu cerca de seis vezes nas últimas cinco décadas. O Dia Mundial da Água, em 22 de março, encontra o líquido sinônimo de vida numa encruzilhada: a exploração excessiva reduz os estoques disponíveis a olhos vistos, mas o homem ainda reluta em adotar medidas que garantam sua preservação.

(http://revistaplaneta.terra.com.br)

Além da redução do consumo, uma medida que, a médio e a longo prazo, contribuirá para a preservação dos estoques e a conservação da qualidade da água para consumo humano é

  1. a construção de barragens ao longo de rios poluídos, impedindo que as águas contaminadas alcancem os reservatórios naturais.
  2. o incentivo à perfuração de poços artesianos nas residências urbanas, diminuindo o impacto sobre os estoques de água nos reservatórios.
  3. a recomposição da mata nas margens dos rios e nas áreas de nascente, garantindo o aporte de água para as represas.
  4. o incentivo à construção de fossas sépticas nos domicílios urbanos, diminuindo a quantidade de esgotos coletados que precisam ser tratados.
  5. a canalização das águas das nascentes e seu redirecionamento para represas, impedindo que sejam poluídas em decorrência da atividade humana no entorno.


Resposta
a recomposição da mata nas margens dos rios e nas áreas de nascente, garantindo o aporte de água para as represas.

 

[Mackenzie 2014] No mês de setembro, notícias veiculadas na mídia mostraram a situação problemática da USP-LESTE, situada em Ermelino Matarazzo. Segundo os relatos, a universidade foi construída sobre uma área contaminada por lixo extraído do Rio Tietê. A preocupação maior é o perigo decorrente da produção

  1. do CO (monóxido de carbono), gás que provoca asfixia quando inalado.
  2. do CN (gás cianídrico) que, absorvido, provoca a morte.
  3. do CH4 (gás metano) que é bastante inflamável, podendo provocar explosões.
  4. de contaminantes da água utilizada na universidade.
  5. de gases como o CO2 (gás carbônico) e o O3 (gás ozônio) que podem provocar o efeito estufa.


Resposta
do CH4 (gás metano) que é bastante inflamável, podendo provocar explosões.

[Enem 2011] O controle biológico, técnica empregada no combate a espécies que causam danos e prejuízos aos seres humanos, é utilizado no combate à lagarta que se alimenta de folhas de algodoeiro. Algumas espécies de borboleta depositam seus ovos nessa cultura. A microvespa Trichogramma sp. introduz seus ovos nos ovos de outros insetos, incluindo os das borboletas em questão. Os embriões da vespa se alimentam do conteúdo desses ovos e impedem que as larvas de borboleta se desenvolvam. Assim, é possível reduzir a
densidade populacional das borboletas até níveis que não prejudiquem a cultura.

A técnica de controle biológico realizado pela microvespa Trichogramma sp. consiste na

  1. introdução de um parasita no ambiente da espécie que se deseja combater.
  2. introdução de um gene letal nas borboletas, a fim de diminuir o número de indivíduos.
  3. competição entre a borboleta e a microvespa para a obtenção de recursos.
  4. modificação do ambiente para selecionar indivíduos melhor adaptados.
  5. aplicação de inseticidas a fim de diminuir o número de indivíduos que se deseja combater.


Resposta
introdução de um parasita no ambiente da espécie que se deseja combater.

[UFPR 2014] Pesquisadores da Universidade da Flórida estão realizando testes para introduzir nos Estados Unidos o inseto Calophya latiforceps (conhecido como gralha-da-folha-da-aroeira), nativo do Brasil, para combater a invasão de aroeira, que está diminuindo a biodiversidade de diversas regiões. Esse inseto alimenta-se de nutrientes da árvore, comprometendo seu crescimento. Esse processo é o controle biológico natural, que pode trazer risco para o ecossistema em que é implantado quando o organismo usado para fazer o controle:

  1. sofre mutação.
  2. não sobrevive no novo ambiente.
  3. passa a comer outros vegetais.
  4. adapta-se ao novo ambiente.
  5. altera o ciclo biogeoquímico de nutrientes.


Resposta
passa a comer outros vegetais.
« Primeiro ‹ Anterior 1 11 19 20 21 22 23 31 71 Próximo › Último »