[Enem 2018] Corredores ecológicos visam mitigar os efeitos da fragmentação dos ecossistemas promovendo a ligação entre diferentes áreas, com o objetivo de proporcionar o deslocamento de animais, a dispersão das sementes e o aumento da cobertura vegetal. São instituídos com base em informações como estudos sobre o deslocamento de espécies, sua área de vida (área necessária para o suprimento de suas necessidades vitais e reprodutivas) e a distribuição de suas populações.

Disponível em: www.mma.gov.br. Acesso em: 30 nov. 2017 (adaptado).

Nessa estratégia, a recuperação da biodiversidade é efetiva porque

  1. propicia o fluxo gênico.
  2. intensifica o manejo de espécies.
  3. amplia o processo de ocupação humana.
  4. aumenta o número de indivíduos nas populações.
  5. favorece a formação de ilhas de proteção integral.


Resposta
propicia o fluxo gênico.

[IFSP 2014] O gráfico abaixo representa o crescimento de duas populações de animais encontrados em um mesmo ecossistema brasileiro, sem que ocorra a interferência humana. Analise-o e assinale a alternativa correta:

crescimento de duas populações animais

  1. Há uma relação de competição entre gambás e galinhas.
  2. O pico para a população de galinhas é sempre atingido após o pico de gambás.
  3. Se o número de gambás cresce, o número de galinhas também cresce.
  4. Se o número de galinhas diminui, o número de gambás também diminuirá após algum tempo.
  5. Caso os gambás deixassem de existir, o número de galinhas continuaria a crescer indefinidamente.


Resposta
Se o número de galinhas diminui, o número de gambás também diminuirá após algum tempo.

[Unifesp 2016] A charge faz referência ao impacto ambiental resultante da criação de gado em larga escala para consumo humano.

impacto da criação de gado em larga escala

(https://amarildocharge.wordpress.com)

Considerando os elementos da charge, responda:

a) A que impacto ambiental a charge se refere e qual gás, subproduto da pecuária bovina, contribui para esse impacto ambiental?

b) Considerando a fisiologia digestória do gado bovino, qual processo leva à formação desse gás e quais organismos são responsáveis por sua formação?



[Enem 2009] O cultivo de camarões de água salgada vem se desenvolvendo muito nos últimos anos na região Nordeste do Brasil e, em algumas localidades, passou a ser a principal atividade econômica. Uma das grandes preocupações dos impactos negativos dessa atividade está relacionada à descarga, sem nenhum tipo de tratamento, dos efluentes dos viveiros diretamente no ambiente marinho, em estuários ou em manguezais. Esses efluentes possuem matéria orgânica particulada e dissolvida, amônia, nitrito, nitrato, fosfatos,
partículas de sólidos em suspensão e outras substâncias que podem ser consideradas contaminantes potenciais.

CASTRO, C. B.; ARAGÃO, J. S.; COSTA-LOTUFO, L. V. Monitoramento da toxicidade de efluentes de uma fazenda de cultivo de camarão marinho. Anais do IX Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2006 (adaptado).

Suponha que tenha sido construída uma fazenda de carcinicultura próximo a um manguezal. Entre as perturbações ambientais causadas pela fazenda, espera-se que

  1. a atividade microbiana se torne responsável pela reciclagem do fósforo orgânico excedente no ambiente marinho.
  2. a relativa instabilidade das condições marinhas torne as alterações de fatores físico-químicos pouco críticas à vida no mar.
  3. a amônia excedente seja convertida em nitrito, por meio do processo de nitrificação, e em nitrato, formado como produto intermediário desse processo.
  4. os efluentes promovam o crescimento excessivo de plantas aquáticas devido à alta diversidade de espécies vegetais permanentes no manguezal.
  5. o impedimento da penetração da luz pelas partículas em suspensão venha a comprometer a produtividade primária do ambiente marinho, que resulta da atividade metabólica do fitoplâncton.


Resposta
o impedimento da penetração da luz pelas partículas em suspensão venha a comprometer a produtividade primária do ambiente marinho, que resulta da atividade metabólica do fitoplâncton.

[Unicamp 2017] Pesquisadores analisaram o número de polinizadores, a biodiversidade e o rendimento de cultivos dependentes de polinizadores (maçã, pepino, caju, café, feijão, algodão e canola, entre outros) em propriedades da África, Ásia e América do Sul. Nos países analisados, o rendimento agrícola cresceu de acordo com a densidade de polinizadores, indicando que a redução na população de abelhas e outros insetos poderia ser parcialmente responsável pela queda de produtividade.

(Adaptado de http://revistapesquisa.fapesp.br/2016/01/21 /insetos-elevam-produtividade-agricola/)

Os resultados obtidos com a pesquisa relatada acima sugerem que:

  1. A presença de insetos nas lavouras pode ser uma das causas da queda de produtividade e biodiversidade.
  2. Práticas agrícolas convencionais, com uso de pesticidas, favorecem os polinizadores e aumentam a produtividade.
  3. A adoção de medidas que ofereçam condições de vida mais favoráveis a polinizadores pode resultar em aumento de produtividade do feijão.
  4. A biodiversidade observada na África, Ásia e América do Sul demanda uso intenso de defensivos agrícolas.


Resposta
A adoção de medidas que ofereçam condições de vida mais favoráveis a polinizadores pode resultar em aumento de produtividade do feijão.
« Primeiro ‹ Anterior 1 12 20 21 22 23 24 32 71 Próximo › Último »