[Unesp 2017] A fotografia mostra a elevada concentração de aguapés em um trecho do Rio Tietê, localizado a montante da barragem de Barra Bonita (SP).

aguapés no rio tietê

O desenvolvimento acelerado dessas plantas constitui um indicador de

  1. assoreamento, oriundo do depósito de rejeitos de mineração e da diminuição da matéria orgânica em suspensão.
  2. eutrofização, decorrente do aprofundamento dos leitos e da intermitência dos corpos d’água.
  3. eutrofização, resultante do despejo de esgotos e da descarga de fertilizantes agrícolas.
  4. assoreamento, proveniente do aumento da precipitação média e da ocorrência da chuva ácida.
  5. lixiviação, derivada do turbilhonamento do fundo de lagos e da oxigenação da água.


Resposta
eutrofização, resultante do despejo de esgotos e da descarga de fertilizantes agrícolas.

[PUC-Campinas 2017] Os fertilizantes usados na agricultura podem ser arrastados até os corpos de água e desencadear o fenômeno de eutrofização. Considere as seguintes características de sistemas aquáticos:

I. baixo nível de nutrientes.
II. pouca penetração da luz.
III. alto crescimento de algas.
IV. alta diversidade de peixes.

São características de águas eutrofizadas APENAS

  1. I e II.
  2. I, II e III.
  3. I, III e IV.
  4. II e III.
  5. II, III e IV.


Resposta
II e III.

[PUC-Campinas 2011] Não se sabe ao certo qual a relação ecológica estabelecida entre algas e preguiças.

No entanto, o texto levanta várias possibilidades. Assinale a alternativa que associa corretamente a descrição da relação ecológica e o termo que a designa.

  1. Caso a alga tenha somente no animal o ambiente adequado para se desenvolver e a preguiça dependa da proteção das algas para sobreviver, configura-se o mutualismo.
  2. Se as algas produzirem alimento e as preguiças comerem as algas, ficaria caracterizado o comensalismo.
  3. Caso a vida das algas dependa da preguiça e ao mesmo tempo a relação seja indiferente para o mamífero, a rela- ção ecológica seria a de parasitismo.
  4. Caso a relação entre as espécies seja imprescindível para a vida de ambas, fica configurada a protocooperação.
  5. Se ficar comprovado que as preguiças absorvem nutrientes pela pele, a relação estabelecida é a de parasitismo, e as algas seriam as hospedeiras.


Resposta
Caso a alga tenha somente no animal o ambiente adequado para se desenvolver e a preguiça dependa da proteção das algas para sobreviver, configura-se o mutualismo.

[Mackenzie 2015] Há espécies de insetos, como por exemplo, o Aedes aegypti em que machos e fêmeas vivem no mesmo esconderijo, porém na hora de se alimentar, a fêmea busca o sangue de outros animais, enquanto que o macho se alimenta de frutas ou outros vegetais adocicados. Assim, podemos afirmar que o macho e a fêmea

  1. ocupam nichos ecológicos diferentes, porém o mesmo habitat.
  2. ocupam o mesmo nicho ecológico, porém com habitats diferentes.
  3. ambos ocupam o mesmo nicho ecológico e o mesmo habitat.
  4. são consumidores de primeira ordem.
  5. são consumidores de segunda ordem.


Resposta
ocupam nichos ecológicos diferentes, porém o mesmo habitat.

[Enem 2011] Para evitar o desmatamento da Mata Atlântica nos arredores da cidade de Amargosa, no Recôncavo da Bahia, o Ibama tem atuado no sentido de fiscalizar, entre outras, as pequenas propriedades rurais que dependem da lenha proveniente das matas para a produção da farinha de mandioca, produto típico da região. Com isso, pequenos produtores procuram alternativas como o gás de cozinha, o que encarece a farinha.

Uma alternativa viável, em curto prazo, para os produtores de farinha em Amargosa, que não cause danos à Mata Atlântica nem encareça o produto é a

  1. construção, nas pequenas propriedades, de grandes fornos elétricos para torrar a mandioca.
  2. plantação, em suas propriedades, de árvores para serem utilizadas na produção de lenha.
  3. permissão, por parte do Ibama, da exploração da Mata Atlântica apenas pelos pequenos produtores.
  4. construção de biodigestores, para a produção de gás combustível a partir de resíduos orgânicos da região.
  5. coleta de carvão de regiões mais distantes, onde existe menor intensidade de fiscalização do  Ibama.


Resposta
construção de biodigestores, para a produção de gás combustível a partir de resíduos orgânicos da região.

 

« Primeiro ‹ Anterior 1 2 3 4 5 6 14 71 Próximo › Último »