CinematecaSugestões de filmes para estudar temas de Biologia

Como usar um microscópio de brinquedo

Microscópios de brinquedo são versões mais simples dos microscópios utilizados em laboratórios, mas funcionam exatamente da mesma maneira. Um conjunto de lentes capta a luz que atravessa uma camada finíssima do material a ser analisado e forma-se uma imagem ampliada. Na verdade, a grande desvantagem dos microscópios de brinquedo é a qualidade de suas lentes, que é muito inferior. Mas é por isso que eles são muito mais baratos.

Lentes de baixa qualidade implicam em imagens de baixa qualidade. Ainda assim alguns microscópios vendidos hoje em lojas de brinquedo são melhores que muitos dos primeiros microscópios que foram inventados no século XVII.

Modelos de microscópios mais simples podem ser uma boa alternativa para escolas que não contam com um laboratório. Microscópios de brinquedo são leves e fáceis de transportar. Além disso, geralmente são alimentados por pilhas, tornando seu uso mais seguro e dispensando tomadas, o que facilita seu uso em sala de aula.

Segue abaixo uma lista dos materiais necessários para o uso do microscópio. Geralmente estes materiais acompanham o kit do microscópio de brinquedo, mas também poder ser adquiridos separadamente em lojas especializadas.

Materiais necessários:

  • Lâminas de vidro
  • Lamínulas
  • Conta-gotas
  • Água
  • Amostras de materiais para observar ao microscópio

Procedimento:

  1. Separe uma lâmina de vidro.
  2. Coloque uma gota do material a ser observado sobre a lâmina de vidro. No exemplo do vídeo utilizamos água de um vaso de plantas. Se o material não for líquido é possível colocar uma amostra muito pequena e adicionar uma gota de água (*).
  3. Cubra com uma lamínula.
  4. Coloque a lâmina no microscópio. Geralmente há suportes que vão mantê-la no lugar sem escorregar.
  5. Selecione a lente objetiva de menor aumento.
  6. Ligue a lâmpada. Alguns microscópios simples têm a opção de refletir luz ambiente através de um espelho. Na prática não costuma funcionar muito bem.
  7. Enquanto observa através da(s) lente(s) ocular(es), gire os botões laterais para acertar o foco. Esta pode ser a etapa mais difícil, dependendo do material a ser observado e da qualidade das lentes do microscópio.
  8. Se quiser uma imagem mais ampliada, selecione a próxima objetiva. Em geral a objetiva de maior aumento de um microscópio de brinquedo não funciona bem pois o foco torna-se quase impossível. Aumentos entre 40 e 150X são os mais viáveis nestes modelos de microscópios.

Se estiver na dúvida sobre os termos utilizados, de uma olhada neste post sobre os nomes das partes de um microscópio óptico.

(*) A correta montagem das lâminas é a maior dificuldade para obter uma boa imagem ao microscópio. Materiais diferentes exigem técnicas diferentes, nem todas possíveis de realizar em casa ou na sala de aula. Uma alternativa é dispor de kits de lâminas permanentes, preparadas previamente em um laboratório. Estes kits são caros mas com os devidos cuidados estas lâminas podem ser utilizadas por muitos e muitos anos.

Folhas e pétalas, apesar de finas, geralmente são muito grossas para observar ao microscópio. Lembre-se que a luz precisa ser capaz atravessar o material a ser observado. Outros materiais podem precisar ser corados (“tingidos”) antes para poderem ser visualizados. Segue uma pequena lista de materiais que geralmente dão bons resultados sem grandes técnicas de preparação da lâmina. Não esqueça de colocar uma gota de água sobre os materiais sólidos e cobrir com lamínula. 

Materiais facilmente observados ao microscópio:

  • Água (lagos, rios, poças, aquários, vasos de plantas…)
  • Folhas de Elodea, uma planta aquática que pode ser encontrada em lojas de aquarismo
  • Asas de insetos (aquelas mais transparentes, como as das moscas e libélulas)
  • Fios de cabelo

Amostras de água de lagos, poças e vasos de plantas são as mais fáceis de observar ao microscópio, mas é preciso também um pouco de sorte e muita paciência para encontrar seres microscópicos em quantidade. Sugestão: veja este post sobre como cultivar protozoários.

     
Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *