CinematecaSugestões de filmes para estudar temas de Biologia

Livro: Formigas em ação

Formigas em ação - Débora Gordon

Título: Formigas em ação - Como se organiza uma sociedade de insetos
Autora: Deborah Gordon
Ano da edição: 2002
Editora: Zahar
"Nenhuma formiga é capaz de avaliar as necessidades globais da colônia, ou de contar quantas operárias estão engajadas em cada tarefa e quantas deveriam ser remanejadas. As capacidades dos indivíduos são limitadas. Cada operária só precisa tomar decisões razoavelmente simples. Há indícios abundantes, por todo o campo da física, das ciências sociais e da biologia, de que esses comportamentos simples de indivíduos podem levar a padrões previsíveis no comportamento de grupos." (pág. 99)

As formigas têm uma rainha, tal qual as abelhas. E, como nas abelhas, essa rainha não governa ninguém. Um formigueiro é um conjunto de milhares de formigas que se organizam sem um regente. Cada qual “sabe” o que é necessário ser feito. E é isso que as torna tão incríveis. Deborah Gordon é pesquisadora da Stanford University e estuda formigas há mais de 20 anos. No livro Formigas em Ação ela traz em uma linguagem acessível todas as curiosidades e os mistérios que rondam o microcosmo das formigas. Como começa um formigueiro? Como uma formiga encontra sua comida e informa sua localização e quantidade às demais colegas? Como elas dividem suas tarefas? Existem guerras entre formigueiros?

O livro tem apenas um pequeno porém: toda a pesquisa de Gordon é baseada em formigas coletoras de sementes (Pogonomyrmex sp e Ephebomyrmex sp). E este tipo de formiga não ocorre no Brasil. Mas as informações básicas do funcionamento de um formigueiro valem para todas as espécies.

Aqui, em terras tropicais, vale a pena pesquisar sobre as formigas cortadeiras, popularmente conhecidas como saúvas (Atta sp) e quenquéns (Acromyrmex sp). Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, estas formigas não comem as folhas. Na verdade, elas comem um fungo que cultivam com muito cuidado sobre os pedaços de folhas.

     
Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *